5 - Plano de negócios Aprenda hoje a elaborar o seu

Plano de negócios: Aprenda hoje a elaborar o seu

 

Qualquer empresa independentemente de estar a começar ou estar já em pleno funcionamento beneficia da criação de um plano de negócios.

Assim, o mito de que as empresas que já estão estabilizadas no mercado não precisam de ter um plano deste tipo, não passa disso mesmo. De um mito sem qualquer tipo de fundamento real.

É ainda importante frisar que embora um plano de negócio seja o primeiro passo de quem quer ter o seu próprio negócio, o mesmo é essencialmente uma ferramenta de gestão.

Isso acontece, pois, o mesmo ajuda não só a ter em conta os objetivos da empresa, como também reduz a insegurança perante o mercado. A par disso, ajuda a diminuir de forma muito relevante a margem de erro, aumentando assim as hipóteses de sucesso.

Deste modo, se quer criar o seu negócio (ou se já tem um negócio, mas ainda não tem o planeamento realizado) iremos explicar-lhe de seguida como criar o seu próprio plano de negócios.

 

Plano de negócios: como fazer um passo a passo

Antes de mais, é importante salientar que criar um plano de negócios é muito mais simples do que aquilo que possa parecer.

Além disso, lembre-se sempre que este tipo de plano não é algo estanque, por isso, o mesmo pode materializar apenas as linhas gerais associadas ao seu negócio.

Um plano de negócio padrão conta com os seguintes tópicos:

  1. Sumário executivo
  2. Apresentação da empresa e do projeto
  3. Contextualização do mercado e envolvente externa
  4. Definição de metas e objetivos
  5. Estratégia comercial
  6. Estrutura da empresa
  7. Elaboração de previsões financeiras
  8. Controlo e gestão do negócio
  9. Investimento necessário
  10. Anexos e documentos informativos relevantes

Mas, é importante que não se assuste ao olhar para esta lista de 10 tópicos. Na verdade, muitos deles podem não fazer muito sentido para vários negócios.

Por isso, nada como perceber de seguida o que engloba cada ponto para entender quais deve enquadrar no seu plano de negócio.

 

1. Sumário executivo

Trata-se tão somente de um resumo com um máximo de uma página onde explica todos os pontos que desenvolveu ao longo do seu plano de negócio.

É importante ter em mente que todo o seu negócio deve conseguir ser resumido nesta página, já que no caso de precisar de um financiamento, esta é a página que os investidores vão ler sempre.

Se o projeto não lhes despertar interesse (ou se não perceberem) dificilmente vão investir.

 

2. Apresentação da empresa e do projeto

No caso de ainda não ser uma empresa, nesta parte deverá apresentar-se a si, com informação relevante sobre as suas Habilitações, Skills e Know-How.

A par disso, descreva todo o projeto, o que quer alcançar e o motivo pelo qual quer realmente avançar com este projeto.

Tenha em mente que muitas vezes é mais simples “vender-se a si” do que o projeto! O que é que isto quer dizer? Tão somente que deve mostrar toda a sua garra e vontade para conseguir alcançar as suas metas. Você será sempre a cara do seu negócio, por isso tem de gerar empatia e mostrar perseverança.

 

3. Contextualização do mercado e envolvente externa

Conhecer o mercado em que irá atuar é meio caminho andado para o sucesso do seu negócio. Deve conhecer a caracterização do mesmo, quem são os seus concorrentes, como é que atuam, quem são os seus clientes, quais as suas motivações de compra

A par disso, deve conhecer o próprio contexto económico, legal, político-social, tecnológico e demográfico do país ou cidade onde irá desenvolver o seu negócio.

Tudo isto vai ser decisivo não só para estabelecer as suas metas e objetivos, como também para preparar uma boa estratégia.

 

4. Definição de metas e objetivos

As metas e objetivos são essenciais a qualquer negócio, já que as mesmas vão ajudar a perceber o que é que quer efetivamente alcançar.

Neste ponto deve indicar quais as metas (por trimestre, semestre e ano) e quais os indicadores de desempenho que deve analisar para perceber se as mesmas estão ou não a ser alcançadas.

 

5. Estratégia comercial

A sua estratégia comercial vai ser basicamente como se um plano de ação se tratasse.

Nesta fase devem ser definidas todas as estratégias de marketing e comunicação a serem desenvolvidas em todas as vertentes (online e offline).

A par disso, deve também nesta fase perceber qual o budget que a sua empresa tem para alocar a estas estratégias, se as mesmas vão ser implementadas internamente ou em regime de outsourcing.

 

6. Estrutura da empresa

Este ponto nem sempre é desenvolvido, já que na maior parte dos casos se trata de algo que não está ainda definido.

Mas, se o seu negócio já está estável, nada como definir a estrutura da empresa. Basicamente é delinear os departamentos existentes, e quais as suas funções, estratégias e objetivos.

 

7. Elaboração de previsões financeiras

As previsões financeiras são um dos pontos importantes do seu plano de negócios, já que o irá ajudar a perceber quando é que irá alcançar o break even point (ou seja, a partir de que momento é que a sua empresa passa a ter lucro e não prejuízo).

A par disso, se está a criar o seu negócio, este ponto é essencial para perceber o potencial do próprio negócio.

Inclua neste ponto questões como: projeções de venda, projeções de cash-flow, custos com o pessoal, projeções de financiamento

 

8. Controlo e gestão do negócio

Neste caso deve indicar quais os softwares que irá utilizar para gerar a manutenção do seu negócio. Aproveitamos para partilhar algumas referências:

É preciso provar a potenciais investidores que está efetivamente empenhado em tornar o seu negócio uma realidade e que por esse motivo irá acompanhar o mesmo ao mais ínfimo pormenor.

 

9. Investimento necessário

Neste ponto o mais importante é perceber quais os investimentos que irá ter de fazer para o seu negócio ser bem-sucedido.

Dependendo do tipo de negócio, poderá ser algo tão simples como computadores, impressoras, material de escritório, e softwares.

Noutros casos o investimento pode ser armazéns, maquinaria para produção, carrinhas de distribuição…

Enfim, esta parte estará sempre associada ao seu próprio negócio.

 

10. Anexos e documentos informativos relevantes

Por fim, poderá colocar todas as informações e anexos que não estão especialmente enquadrados em nenhum dos pontos anteriores, mas que mesmo assim são importantes para justificar algo.

Pode colocar informações como especificações técnicas associadas ao projeto, documentos de franchising (no caso de estar a implementar uma franquia), acordos com parceiros… Enfim, tudo aquilo que ajude a dar força ao seu negócio.

 

Como vê, criar um plano de negócios não é assim tão complicado nem linear como possa parecer.

Perceba quais os pontos que são importantes para desenvolver o seu próprio plano. Acredite que o ter na sua mesa irá ajudar a cumprir com todos os objetivos a que se propôs, se sentir necessidade pode consultar os modelos de plano de negócio online que disponibilizamos para o ajudar a criar o seu.

 

Se pretender mais informação sobre como montar o seu próprio negócio ou plano de negócio, sugerimos a subscrever à nossa newsletter para receber informação privilegiada.

Subscreva-se agora mesmo preenchendo o seu nome e e-mail em baixo, e clique em subscrever.

abrir negócio próprio, break even point, como elaborar um plano de negócio, como fazer um plano de negócios, como montar um plano de negócios, criar negócio, criar um modelo de plano de negócios online, estratégia comercial, ferramenta de gestão, metas, modelo de um plano de negocio, negocio proprio, plano de ação, plano negocio, sumário executivo

Os comentários estão fechados.

Newsletter Semanal

Receba novidades e ofertas interessantes.